Torres Sangre De Toro 2011

88. Uma impressão particular: a garrafa é muito mais robusta e rústica do que o vinho. A cor também engana um pouco, com reflexos alaranjados promete ser mais maduro, mas na verdade é jovem, leve e elegante. Notei chocolate, carvalho e frutas do bosque no aroma. Na boca é bem equilibrado, sem pontas. Os taninos devem melhorar com os anos, mas ele já pode ser bebido hoje sem problemas.

Região/Denominação: Catalunha, Espanha

Uvas: Garnacha e Carignan

Graduação Alcoólica: 13,5%

Serviço: 18°C

Harmonização: guisado, carnes de caça, paellas de carne e pratos da cozinha de montanha.

 

Mais detalhes em: