Grande Renaissance Sauternes 2010

Château La Renaissance Grand Renaissance Sauternes 2010

89. Como já esperado, nota-se grande sofisticação, maior elegância quando comparado aos late harvest sul-americanos. Razoavelmente equilibrado, mas se beneficiaria de um pouco mais de acidez. No nariz, os tradicionais abacaxi, maracujá e mel.

País / Região: França / Sauternes

Castas: Sémillon (69%), Sauvignon Blanc (28%) e Muscadelle (3%)

Graduação Alcoólica: 13,5°

Elaboração: amadurecimento de 8 a 10 meses em barricas de carvalho.

Harmonização: frutas secas e queijo azul, como roquefort e gorgonzola.

 

Tokaj Aszú Leonis Selection 3 Puttonyo 2008

Tokaj Aszú Leonis Selection 3 Puttonyo 2008

88. Primeiro rótulo deste ícone mundial aqui no blog, o vinho de sobremesa Tokaji, da região de Tokaj na Hungria. Bem equilibrado, mas sem a acidez festiva e proeminente de outros rótulos já degustados. Estrutura mono-dinâmica, sem grandes peculiaridades. No nariz traz aromas remetendo ao mel e maracujá.

País / Região: Hungria / Tokaj

Castas: Furmint e Hárslevelu

Graduação Alcoólica: 12,5°

Elaboração: amadurecimento por 36 meses em barricas de carvalho.

Harmonização: sobremesas à base de cremes e frutas cítricas, queijos azuis tipo Gorgonzola e Rocquefort, ou mesmo para tomar sozinho iniciando ou encerrando uma refeição.

Temperatura de Serviço: 9°C

 

Mais detalhes

  • http://patricius.hu/en/wines/aszu-wines/

 

Bacalhôa Moscatel de Setúbal 2009

Bacalhôa Moscatel de Setúbal 2009

92. Vinho sem muita pompa (baratinho), mas eu gostei muito. A cor já é super diferente: um âmbar com reflexos amarelados. No nariz aparece o aroma tradicional dos vinhos fortificados, o aroma do aguardente de uva, junto com um pouco de laranja, carvalho e tabaco. É de fato um vinho bem aromático. Na boca é sedoso, elegante e bem agradável.

Mais detalhes em:

http://www.bacalhoa.com/pt/vinhos/show/scripts/core.htm?p=vinhos&f=show&lang=pt&idcont=87

http://www.vivino.com/wineries/bacalhoa-vinhos-de-portugal/wines/1517426-moscatel-de-setbal-2009