Alceño Premium 50 Barricas Syrah 2012

Alceno Premium 50 Barricas Syrah 2012

93 pontos (RP 92). Que ótima surpresa. Não esperava encontrar tanto prazer nesta garrafa. O aroma de pimenta é tão intenso que você precisa desbrava-lo para identificar outros aromas menos fragrantes, como frutas vermelhas e carvalho. Na boca o sabor é igualmente intenso e mostra estrutura muitíssimo equilibrada. Nada está fora do lugar. Razoavelmente persistente, muito elegante e bem aveludado. Os taninos são sedosos, mostrando que foram cultivados com amor e atenção. O corpo é muito agradável, nem tão simples, nem tão severo. De fato um achado!

País / Região: Espanha / Jumilla

Castas: 90% Syrah, 10% Monastrell

Graduação Alcoólica: 15°

Elaboração: envelhecimento por um curto período em carvalho francês e americano.

Harmonização: carnes assadas na brasa, queijos e embutidos variados, arroz de pato, paella valenciana, perdiz, massas com molho substanciosos.

Temperatura de serviço: 16 a 18°C.

Preço: R$73,95 em Grand Cru (pesquisa realizada em 17/09/16).

 

Mais detalhes:

  • http://alceno.com/en/wines/8-alceno-syrah-premium-50-barricas.html

 

Malondro Montsant Xabec 2008

Malondro Montsant Xabec 2008 Espanha

91. Muito bom vinho. Pelo preço, é um achado! Rubi com reflexos alaranjados, o que é sempre bom de ver. Os aromas são tradicionais: frutas do bosque, carvalho e tabaco. Na boca é muito equilibrado, desce super redondo. Se tivesse mais corpo ou um aveludado ainda mais potente, seria um vinho ícone.

Região/Denominação: Montsant, Espanha.

Uvas: Garnacha, Samsó (Carignan), Syrah.

Graduação Alcoólica: 14%

Elaboração: fermentação malolática feita em barris de carvalho de segundo uso. Envelhecimento feito em 10% de barris novos e o restante em barris de segundo e terceiro uso.

 

Mais detalhes em:

  • http://www.malondro.es
  • http://www.malondro.es/pdf/1418981825_4.pdf

 

Torres Sangre de Toro 2011

Torres Sangre De Toro 2011

88. Uma impressão particular: a garrafa é muito mais robusta e rústica do que o vinho. A cor também engana um pouco, com reflexos alaranjados promete ser mais maduro, mas na verdade é jovem, leve e elegante. Notei chocolate, carvalho e frutas do bosque no aroma. Na boca é bem equilibrado, sem pontas. Os taninos devem melhorar com os anos, mas ele já pode ser bebido hoje sem problemas.

Região/Denominação: Catalunha, Espanha

Uvas: Garnacha e Carignan

Graduação Alcoólica: 13,5%

Serviço: 18°C

Harmonização: guisado, carnes de caça, paellas de carne e pratos da cozinha de montanha.

 

Mais detalhes em:

 

Terra d’Uro Finca La Rana Toro 2010

Terra D Uro Finca La Rana Toro 2010

87. A análise visual mostra um vinho intenso, de cor bem fechada. No nariz, não se identifica nenhum aroma peculiar, apenas as frutas do bosque e carvalho, como de costume. Na boca, o vinho não mostrou a estrutura e robustez prometidos pelo visual. O que se mostrou foi muito equilíbrio, nada de arestas, muito redondo. Lá no fundo, uma pontinha de álcool faz uma participação pouco especial.

Região/Denominação: Toro

Uvas: Tinta de Toro (Tempranillo).

Elaboração: vindima exclusivamente manual, com uma rigorosa seleção das uvas. Fermentação malolática em barricas de carvalho francês. Amadurecimento por 11 meses também em carvalho francês.

 

Mais detalhes em:

  • http://www.terraduro.com/vinos.php#
  • http://www.vivino.com/wineries/terra-d-uro/wines/finca-la-rana-toro-2010

 

Rafael Reverte Cistum Red 2009

Rafale Reverte Cistum Red 2009

89. Muito equilibrado e redondo na boca, mas no nariz não mostra aromas dos mais elegantes. Um bom vinho para a faixa dos 50 reais. Nada espetacular, mas um vinho que seguramente agrada. Acompanhou o churrasco de sábado.

Região/Denominação: Navarra

Uvas: Garnacha.

 

Mais detalhes em:

  • http://www.rafaelreverte.es/c_vinos_vinos.html
  • http://www.vivino.com/wineries/rafale/wines/reverte-cistum-red-2009

 

Betola B 2011

Betola B 2011

Corpo robusto, aroma clássico de madeira, equilibrado e persistente. Segundo vinho de excelente qualidade desta vinícola. Ótimo custo x benefício.

Toro Loco Tempranillo 2012

Toro Loco Tempranillo 2012

Um vinho ok para o dia a dia. Um pouco tânico e com um pouco de amargor no fim de boca. Estrutura simples, curto na boca e álcool destacado, confundindo um pouco os aromas.