Paul Blanck Alsace Grand Cru Schlossberg Riesling 2006

90. Aula sobre vinho se faz na prática. Presenciei algo interessante com este aqui: o que faz um vinho ser doce não é apenas a quantidade de açúcar residual, mas também a relação com a acidez. Neste Riesling, nota-se facilmente a maciez proveniente de uma elevada quantidade de açúcar residual, mas a acidez é igualmente elevada, gerando um vinho de fato seco.

País / Região: França / Alsace

Castas: Riesling

Elaboração: o suco das uvas é extraído com infinito cuidado nas prensas pneumáticas. A prensa lenta e gentil evita a quebra do engaço e semente. O mostro começa a fermentação a partir de suas próprias leveduras naturais e perdura por 4 a 10 semanas. Ela ocorre em tanques de aço inox equipados com controle de temperatura de forma a maximizar a expressão dos aromas da casta. O vinho é então amadurecido em suas borras em grandes barris por 12 meses. O contato com as borras contribui para o enriquecimento do vinho. O oxigênio que passa pelos poros da madeira cria uma oxidação gentil e a consequente abertura dos aromas. O vinho é então engarrafado e envelhece por 2 ou 3 anos mais antes de ser comercializado. Este envelhecimento em garrafa também possui um papel importante no desenvolvimento do vinho quando uma reação oposta à oxigenação acontece: graças a algumas reações ocorridas no ambiente livre de oxigênio o buquê se desenvolve e assume nuances sutís.

Harmonização: scallops, salmão defumado, ostras.

 

Mais detalhes em:

  • http://www.blanck.com/en/Our-Wines/grand-cru-french-wine-alsace/vin-d-alsace-alsace-riesling-schlossberg-1186.html