Horacio Simoes Moscatel Roxo 2008

89. Degustei meu primeiro Moscatel de Setúbal outro dia. Agora conheci esse aqui, variação “roxa” do irmão mais famoso. Tenho um fraco pelos vinhos de sobremesa e os Moscatéis são uma excelente surpresa. Menos alcoólico e robusto do que o vinho do Porto, o Moscatel, tanto de Setúbal quanto o Roxo, é uma opção mais suave, mais cotidiana e mais barata. Trata-se de uma versão portuguesa para o Late Harvest americano. Ainda tenho que estudar o motivo do preço, mesmo no Brasil, ser sempre baixo. Será que o mercado vê os Moscatéis com maus olhos? Bom pra quem os aprecia!

Região / País: Setúbal / Portugal

Castas: Moscatel

Graduação Alcoólica: 18%

Elaboração: a vinha foi acompanhada e mimada durante todo o tempo para que os rendimentos não excedessem os 2500 litros/ha e as uvas chegassem à adega no estado sanitário e maturação ideal. Na adega foi idealizada uma vinificação “própria” para este produto, distinta da que era habitual nas outras empresas da região. Consiste numa uma intensa selecção de cachos seguida de um maceração pré-fermentativa durante 5 dias, depois disso deixa-se iniciar a fermentação muito lentamente homogeneamente em toda a cuba atingindo os 3⁄4 da fermentação em 3 dias, beneficiando-se este vinho com as melhores aguardentes vínicas disponíveis no mercado seleccionadas pelos técnicos da empresa, seguindo-se uma maceração pós-fermentativa de 5 longos meses. O estágio final é realizado em barricas de 225 litros de carvalho francês (usadas 2 a 3 vezes), onde fica a concentrar.

Serviço: 18ºC.

 

Mais detalhes em:

  • http://www.horaciosimoes.com/vinhos/generosos
  • http://www.horaciosimoes.com/images/pt-PT/vinhos/ft_moscatel_roxo_2008.pdf